Unidade e diversidade

As artes captam e apresentam verdades belíssimas, numa conexão fiel entre aspectos analíticos (lógicos) e afetivos. Vimos como a experiência de comunhão era vivenciada na igreja do período apostólico. Guilherme Kerr usa o texto de Atos 4.32-37 para registrar a idéia em som.

Tomamos a liberdade de nos apropriarmos do ponto para aplicarmos ao nosso contexto. O resultado é percebermos a beleza do que já temos vivido. O evangelho e a comunidade são mesmos demais!

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *